Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

8 FATOS SOBRE STEPHEN HAWKING E A IMPORTÂNCIA PARA A CIÊNCIA

8 FATOS SOBRE STEPHEN HAWKING E A IMPORTÂNCIA PARA A CIÊNCIA
5 (100%) 6 votes

Os entusiastas da ciência amanheceram mais melancólicos hoje com a morte do astrofísico Stephen Hawking. A GALILEU relembra alguns fatos que marcaram a vida de um dos cientistas mais notáveis da história.

 

1. Data singulares

Hawking nasceu no dia 8 de janeiro de 1942, quando fazia exatamente 300 anos que Galileu Galilei havia morrido. Hawking nos deixou em 14 de março de 2018, data em que Albert Einstein completaria 139 anos.

 

2. Aos 21 anos, foi diagnosticado com ELA

 

A esclerose lateral amiotrófica, mais conhecida como ELA, é resultado de uma degeneração progessiva de neurônios motores do cérebro e da medula espinhal, responsáveis por atrofiar a musculatura do indivíduo.

Na década de 1960, quando Hawking foi diagnosticado, os médicos acreditavam que ele sobreviveria apenas três anos com a doença. Surpreendendo a todos, o astrofísico viveu até os 76.

O fato de trabalhar com a ciência foi algo que o ajudou a superar os limites físicos. “A ciência é uma área boa para pessoas deficientes porque ela precisa principalmente da mente”, afirmou.

 

3. Sua vida amorosa também foi bastante noticiada

 

Stephen Hawking se casou duas vezes. O primeiro matrimônio durou três décadas e deu ao astrofísico três filhos com a educadora inglesa Jane Hawking, autora do livro A Teoria de Tudo: A Extraordinária História de Jane e Stephen Hawking (Editora Única, R$ 39,90, 448 páginas). Logo após a separação, em 1995, o cientista se casou com uma de suas enfermeiras, Elaine Mason, com quem teve um relacionamento conturbado.

Em 2006, Elaine foi acusada pela filha de Hawking e por outra enfermeira de agredir e maltratar o cientista. No mesmo ano, se separaram, apesar de Hawking não ter confirmado o abuso.

Nos anos 2000, o astrofísico também foi flagrado duas vezes em boates, ao lado de enfermeiras, um dono de uma casa noturna e dançarinas.

4. Escreveu vários livros, inclusive infantis

 

Além de criar complexas teorias, Stephen Hawking também se dedicou à divulgação científica e assim pôde inspirar milhares de pessoas a se interessarem por ciência.

Escreveu junto com a sua filha, a jornalista Lucy Hawking, uma série de livros infantis que apresentam para as crianças as principais ideias da física através das aventuras do cientista George.

Entre seus outros best-sellers, está Uma Breve História do Tempo (Intrínseca, R$ 39,90, 256 páginas), que já vendeu mais de 10 milhões de exemplares no mundo todo e ficou 237 semanas na lista de mais vendidos do Sunday Times.

5. Sua vida foi parar nos cinemas

 

 

Inspirado pela biografia escrita por sua ex-esposa, Jane Hawking, o filme A Teoria de Tudo foi lançado em 2015 e concorreu em cinco categorias do Oscar: Melhor Filme, Melhor Ator, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Trilha Sonora Original. Destas, venceu a de melhor ator pela interpretação de Eddie Redmayne no papel de Stephen.

“Nós perdemos uma mente verdadeiramente linda, um surpreendente cientista e o homem mais divertido que eu tive o prazer de conhecer”, lamenta o ator sobre a morte de Stephen.

6. Participou de séries nerds

Jogar pôquer com Newton e Einstein não é um compromisso para qualquer um. Por isso, Stephen Hawking foi chamado para participar do episódio Descent, da sexta temporada de Star Trek: The Next Generation, interpretando seu próprio holograma.

Além disso, a série The Big Bang Theory recebeu o astrofísico nos sets de filmagem sete vezes entre 2012 e 2017.

Em um dos episódios, Sheldon Cooper encontra Hawking e entrega sua tese para o ídolo, que encontra um erro fundamental logo nas primeiras páginas do trabalho. A vergonha não poderia ser maior, e Sheldon desmaia.

As animações do Simpsons e Futurama também incluíram o astrofísico em suas histórias.

 

7. E foi um grande fã de boa parte dessas séries

 

Como um bom britânico e estudioso do tempo, Stephen Hawking não poderia deixar de acompanhar Doctor Who.

Em 2014, quando os produtores da série estavam escalando um novo ator para interpretar o viajante do tempo, Stephen apareceu em um vídeo promocional em que disse que gostaria que o próximo Doutor fosse uma mulher e que seu companheiro de viagens no espaço-tempo fosse um homem (geralmente, acontecia o contrário: o Doutor era interpretado por um homem e o acompanhante era uma mulher).

Em 2017, os fãs de Doctor Who de fato ganharam uma Doutora, interpretada pela inglesa Jodie Whittaker.

O astrofísico também foi citado diversas vezes na série e em seus spin-off como sinônimo de uma figura que marcou a história.

8. E falando em viagens no tempo…

 

 

Stephen Hawking deu uma festa para recepcionar ninguém mais do que viajantes do tempo! Infelizmente, ninguém apareceu, mas o cientista achou que seria uma boa ideia fazer convites com o momento e as coordenadas exatas da festinha para ver se alguém do futuro os acharia e fosse ao seu encontro tomar algumas taças de champanhe.

 

Fonte – Revista Galileu

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
%d blogueiros gostam disto: