Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

TESLA A CAMINHO DE MARTE PODE SE CHOCAR COM A TERRA

TESLA A CAMINHO DE MARTE PODE SE CHOCAR COM A TERRA
5 (100%) 6 votes

Tem um Tesla de 100 mil dólares viajando há uns 13 mil KM/h no espaço em destino a Marte!!

Não se sabe bem que rumo ele vai tomar.

 

O Tesla Roadster que Elon Musk colocou no espaço ao som de David Bowie pode ter um destino diferente do que inicialmente foi planejado. Em vez de o carro acabar em Marte, ele pode se chocar com a Terra, segundo pesquisadores.

Pouco antes do lançamento do Falcon Heavy, cientistas calcularam que o carro elétrico não entraria em colisão com Marte, mas poderia viajar para além do planeta vermelho.

Essa notícia, de certa forma, foi um alívio para pesquisadores, que tinham receio de que micro-organismos presentes no carro pudessem contaminar os estudos feitos em Marte. A Nasa esterilizou o Tesla para evitar essa contaminação, só que sempre há uma pequena possibilidade de algum micróbio escapar.

 

Tesla Roadster

 

Mas, após novas simulações, os estudiosos chegaram à conclusão de que o destino mais provável do Tesla do CEO da SpaceX é a Terra, com Vênus e o Sol correndo por fora.
Segundo os cálculos, há 6% de chances de o Roadster cair na Terra, contra 2,5% de atingir Vênus.

Essa foi a conclusão de três pesquisadores da Universidade de Toronto (Canadá), que analisaram a trajetória do Roadster pelo espaço.

 

 

O que importa é que,  o Tesla Roadster – também conhecido como a primeira carga útil a ser colocada em órbita pelo foguete Falcon Heavy- está se embrenhando 40 metros a cada segundo que passa em direção ao espaço profundo. O evento que colocou o foguete em órbita – e também o Roadster – por si só já foi um divisor de águas daqueles que acontecem uma vez a cada 5 décadas.

 

“POR QUE TEM UM CARRO NO ESPAÇO?”

 

Tesla Roadster

 

As palavras do próprio Elon: “O Falcon Heavy tem 50/50 de chances entre explodir e dar certo”. Assim, nenhum governo ou empresa em sã consciência iria confiar um projeto de milhões de dólares ou um estudo que está sendo desenvolvido há anos em uma loteria como esta. As chances de perda não compensavam as oportunidades de um lançamento gratuito (até porque tá fácil mandar algo pro espaço. A marca registrada da SpaceX é fazer lançamentos “quase de graça” em comparação ao que era cobrado até sua entrada comercial no mercado, em 2008).

E ninguém pode dizer que Elon não tentou enviar algo antes de mandar um de seus carros. Até decidir enviar um carro da Tesla ao espaço, sua própria montadora de veículos elétricos, ele conversou com a NASA e com o exército dos Estados Unidos. Ninguém quis se arriscar.

Levantar sem carga não faria muito sentido, já que a função do foguete que estava sendo testado é justamente ser um grande cargueiro espacial. O nome já deixa isso bem claro: “Falcon Heavy”, ou “Falcon Pesado”, já que ele é o maior foguete (em matéria de carga transportada) a ser colocado em órbita.

O veículo possui nada mais, nada menos do que 27 motores de propulsão, capazes de gerar mais de 2 milhões de quilos de empuxo (o equivalente a 18 aviões modelo 747), suficientes para levantar o foguete e suas até 63 toneladas de carga.

 

MAS E SE O TESLA SE CAIR NA TERRA?

Vai demorar um pouco

 

Tesla Roadster

 

Entretanto, o choque deve demorar um pouco, tempo suficiente para surgir várias novas gerações.

A cada 30 anos, o carro vai se aproximar da Terra, o que vai provocar pequenas mudanças nos parâmetros de voo.

O Tesla estará a uma distância equivalente à da Terra-Lua (cerca de 384.400 quilômetros) em 2091. Nesse momento, o carro vai entrar em uma trajetória caótica no espaço, por conta do tempo em que passou na órbita da Terra, mas não há como prever a data em que o choque ocorrerá — isso pode demorar dezenas de milhões de anos.

As simulações foram feitas projetando um período de tempo de até 3,5 milhões de anos para o futuro. Em 240 testes, não ocorreu nenhum choque com Marte.

De qualquer forma, os cientistas vão continuar com as simulações. E a gente pode ficar mais tranquila, sem receio de ver um carro vermelho rasgando o céu ao som de Starman.

Não podendo levantar voo sozinho, Elon teve a brilhante ideia de incluir mais 1 recorde à história da SpaceX. A empresa, que já é a primeira companhia privada a colocar um foguete em órbita, a primeira a recuperar os veículos lançadores para reutilizá-los (para dizer apenas 2 feitos mais impressionantes dentre os 10 “primeira companhia a …” que a marca possui) agora é também a primeira companhia do mundo a colocar um carro no espaço. A red car for the Red Planet, segundo as próprias palavras de Musk.

 

Para onde está indo agora o Tesla Roadster?

 

Tesla Roadster

 

A missão tinha como objetivo inicial colocar o automóvel esportivo em direção à órbita de Marte. E caso você esteja pensando que já ouviu algo sobre Musk-Marte antes, você está correto e tudo faz sentido quando observado de longe: O Iron Man já deixou bem claro que o objetivo da sua vida é ser conhecido como o homem que deu início à colonização do Planeta Vermelho.

Assim, boa parte dos seus planos acabam convergindo para lá. O próprio Falcon Heavy já é um dos seus experimentos que visam à Marte. Faça as contas da tonelagem necessária de equipamentos e tudo mais que será necessário para estabelecer uma base no planeta a partir do zero e depois pense em quantas viagens seriam necessárias para transportar tudo em um foguete convencional.

O foguete “padrão” da SpaceX, por exemplo, o Falcon 9, em missões para Marte teria capacidade de pouco mais de 4 toneladas de carga. Já o Falcon Heavy a capacidade é de 16 toneladas para o mesmo destino (quanto mais longe, menos carga pode ser transportada). Seriam necessárias no mínimo 4 viagens de um FN para levar o que o FH levaria em uma só. Menos gastos e menos desperdício de tempo.

 

 

EXISTE UMA PEQUENA CHANCE DO TESLA CHEGAR EM MARTE

 

Tesla Roadster

 

 

Ainda não se sabe se o veículo será atingido por asteroides ou não, mas segundo Elon há uma pequena chance dele chegar em Marte.

Já os pesquisadores da universidade de Toronto no Canadá decidiram que não poderiam esperar e resolveram calcular a possível trajetória do corpo celeste (sim, agora o Tesla é oficialmente um corpo celeste reconhecido pelo órgão que cuida de catalogar cada objeto que vaga pelo espaço). Segundo eles os cálculos são apenas aproximados, já que o Tesla mal saiu do planeta e ainda não houve tempo suficiente para demonstrar a trajetória para o qual está inclinado a percorrer (cálculos exatos precisariam de uma amostra de centenas de anos de trajetória prévia).

Mas mesmo assim algumas coisas legais puderam ser descobertas. Segundo eles o Roadster não vai durar mais do que 10 milhões de anos vagando no espaço e que, em bem menos do que isso (a partir de 1 milhão de anos), ele poderá cair ou na Terra (6% de chances de colisão) ou Vênus (2% de chances de colisão). Mas não se preocupe com os seus possíveis descendentes vivendo na Terra no momento de uma queda: Caso estivesse inteiro até então (o que logo veremos que não será possível) o Roadster se desintegraria no momento em que começasse a entrar em órbita.

 

Gostou do Artigo?? Deixe o seu comentário e compartilhe com os amigos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
%d blogueiros gostam disto: